contato@pfbrcomunicacao.com.br

Top

Com “Batidão”, a drag queen Enme é uma das primeiras artistas LGBTQ’s da cena nacional a lançar aposta para o carnaval 2020

Com “Batidão”, a drag queen Enme é uma das primeiras artistas LGBTQ’s da cena nacional a lançar aposta para o carnaval 2020
Artistas

Nos últimos anos a cena LGBTQ na música efervesceu, e não era para menos. Com fenômenos como Pabllo Vittar e Gloria Groove bombando nas plataformas digitais como Spotify e YouTube, artistas da comunidade tomaram voz para mostrarem sua arte com o aumento do público consumidor do chamado “drag music“, que vai muito além de músicas “dançantes”, mas chegam no Hip-Hop, no romântico e no regional.

É o caso da Enme, que mesmo com uma carreira relativamente nova, não está para brincadeira e promete se consagrar em alguns meses. Depois do sucesso “Killa”, a artista maranhense ganhou ainda mais destaque com o EP “Pandú”, que mistura a arte maranhense, com militância LGTBQ na vivência da drag como gay negro de São Luís, e batidas R&B/funk/reggaeton frenéticas. E não é só isso.
A capa de “Pandú” foi publicada pela VOGUE Itália, reverberando a arte de Enme para além do cenário nacional. A artista ainda ganhou, no mesmo ano, o concurso de novos talentos do Festival Sons de Rua em 2019, se apresentando na Arena Corinthians em 2019.

Enme lança seu primeiro álbum, ouça o “PANDÚ”

Tão nova, mas já com essa grande bagagem, Enme lança “Batidão”, com o mesmo produtor responsável por “Problema Seu”, de Pabllo Vittar, o “Noize Men”. Além disso, a co-produção ficou por Sandoval Filho, responsável pelas faixas “Juçara” e “Killa”, do “Pandú”.

A música traz todo o regionalismo do EP “Pandú” para as pistas: tambores maranhenses e uma pegada eletrônica que combina perfeitamente com o verão e o carnaval, que acontece em menos de 1 mês.
Com seu show autoral, Enme já passou por Salvador, São Paulo, Recife e Brasília.

Ouça Batidão:

Para mais informações, entre em contato conosco na aba contatos 

Date